Como memorizar QUALQUER coisa: não esqueça estas 4 etapas!

Como memorizar para lembrar de qualquer coisa?

A resposta dessa pergunta, para muitos, parece estar guardada a sete chaves.

O que demonstra total desconhecimento da capacidade que o nosso cérebro tem para armazenar dados. Ela jamais se esgota.

Da mesma forma, a falta de entendimento do funcionamento da mente é motivo de uma utilização deficiente do enorme potencial que o cérebro e a memória dispõem.

Não existe segredo algum para reter informações. Talvez, a sua dificuldade e da maioria das pessoas está em recuperar a informação.

Por exemplo, você sabe o nome de fulano, ele te falou logo que iniciou a conversa que não durou 3 minutos.

Contudo, você foi embora se perguntando “como era mesmo o nome dele?”.

Ou então, você está com a resposta quase na ponta da língua para responder aquela pergunta na prova, você estudou e tem certeza que sabe.

Você tenta desesperadamente alcançá-la na memória…

E o tempo voa…

Caso você já tenha passado por isso ou situação semelhante, possivelmente, falta aprimorar a sua memória.

Apesar do cérebro não ser um músculo, ele também precisa ser exercitado com objetivo de deixar sua memória tonificada.

Mas somente saber disso não é suficiente. É indispensável saber como realizar esse treino, ou seja, como memorizar:

Portanto, continue lendo para compreender melhor a sua memória e descobrir como memorizar tudo o que você quiser.

Você também pode memorizar com facilidade e mais rápido!

como-memorizar-01

Se você acredita que tem memória fraca porque se esquece facilmente das coisas, então é hora de substituir esse pensamento por outro positivo, pois ela é incrível.

De acordo com pesquisadores, todos nós possuímos “regiões cerebrais” que podem ser treinadas para melhorar a memória e as conexões mentais.

O diretor Allen Snyder do Centro para a Mente da Universidade de Sydney,na Austrália, acredita que todos nós temos um “gênio interno”.

E para que ele se manisfeste é preciso utilizar a técnica correta.

Para o neurocientista Martin Dresler, professor da Universidade Radboud, na Holanda e autor desse estudo, não existe segredo para ter um alto desempenho em memorizar.

Segundo as conclusões do estudo, o treino constante é a chave mestra para aumentar as conexões da mente, armazenar e relembrar das informações com mais facilidade.

Para chegar a tais conclusões os cientistas analisaram e treinaram várias pessoas com uma poderosa técnica de memorização.

Além do mais, as pessoas selecionadas não conheciam truque ou método algum de memorização.

Após o treinamento, as pessoas tiveram ganhos de memória surpreendentes, relembrando enormes listas de itens.

O método que foi utilizado no treinamento é conhecido como palácio da memória e você pode aprender mais lendo esse artigo aqui.

Agora você já sabe, exceto os problemas na memória decorrentes da saúde, todos nós podemos desenvolver uma memória forte.

Por isso, para aumentar o poder da sua memória e assim melhorar nos estudos, é muito importante aprender as 4 etapas essenciais do processo de memorização.

Como memorizar qualquer conteúdo: 4 etapas essenciais

como-memorizar-03

Você sabe e eu também sei que na escola ou na universidade não aprendemos como memorizar.

A memorização eficaz é aquela feita a partir de um processo, onde você pratica e vive aquilo que acabou de aprender. Precisa haver significado naquilo que você faz.

Por exemplo, se você sabe andar de bicicleta, então memorizou totalmente o processo.

E isso só foi possível porque você vivenciou esse saber e utilizou ele na prática.

Você pode memorizar tudo, basta seguir o processo semelhante a andar de bicicleta.

Porém, durante o período em que você estava aprendendo a andar de bicicleta, provavelmente, as etapas do processo não estavam nítidas em sua mente.

Acredito também que você nem pensava nesse tipo de coisa!

E mesmo assim, habilmente memorizou e aprendeu a se equilibrar sobre duas rodas.

Assim também acontece com a imensa maioria dos estudantes, não conseguem enxergar claramente o processo pela qual aprendem as coisas.

Mas o efeito disso é bem diferente do ato de andar de bicicleta, os danos são imensos no propósito do aprendizado e ao longo da vida.

Logo, para evitar esses problemas e atingir todo o seu potencial mais facilmente, é melhor compreender minuciosamente cada etapa do processo de como memorizar.

Para enfim, aplicar nos seus estudos ou em qualquer outra coisa que esteja aprendendo.

A maestria em “como memorizar” passa por 4 etapas fundamentais:

Primeira etapa: aquisição

como-memorizar-04

É através dos cinco sentidos que recebemos as informações, mas em cada pessoa um sentido tende a sobressair durante a aquisição da informação.

Estima-se que 65% da população são aprendizes visuais, isto é, o sentido da visão é o mais utilizado para aprender.

Todavia, isto pode ser influenciado pelo progresso mental de cada indivíduo.

Fique atento ao sentido que você mais usa para captar informações, assim você poderá exercer maior controle sobre a recepção da informação.

Vale a pena também exercitar os demais sentidos para enriquecer a assimilação das informações.

Nessa etapa, a atenção é a base para formar uma memória robusta, capaz de guardar e resgatar informações rapidamente.

E você poderá melhorar a atenção sempre que quiser. Algumas atitudes podem ajudar:

  1. Cuide da sua saúde. Exercícios físicos e boa alimentação, bem como, uma boa noite de sono. Sei que parece clichê falar disso, mas a minha experiência mostrou que uma rotina saudável faz total diferença na hora de aprender.
  2. Preste atenção em uma coisa de cada vez. Multitarefas definitivamente não é nosso “forte”. Seu cérebro, não foi projetado para se concentrar em várias coisas ao mesmo tempo.
  3. Treine seu cérebro. A mente também necessita de exercícios. Jogos como xadrez, palavras cruzadas ou jogos de memória ajudam muito a estimular a região cerebral da memória.
  4. Não deixe que pequenas distrações roubem sua atenção. Em casos de pequenos ruídos (tosses, batidas de porta, etc.) evite “olhar”. Foque na explicação. Seja forte!
  5. Uma forma simples, porém, de grande eficiência é praticar a atenção plena, isto é, toda vez que você perder o foco, recupere sua presença. Traga sua consciência para o aqui e agora.
  6. Pensar na solução é melhor para o cérebro, pois você se torna mais positivo e sua concentração melhora. Evite focar no problema.

Prestar mais atenção não depende de nenhuma feitiçaria, mas de prática e isso é com você.

Sem atenção, não tem como memorizar nada!

Segunda etapa: retenção

como-memorizar-05

Imagine ter que aprender o mesmo assunto repetidas vezes, como se não restasse nenhuma lembrança dele na sua memória após a utilização.

É nessa etapa que o conhecimento adquirido será fixado na memória, através das conexões cerebrais, feita por neurônios, particularmente nos dentritos.

Até separei um ótimo vídeo para você entender um pouco mais sobre como as memórias se formam e como as perdemos:

A retenção vai depender do tipo de memória utilizada, que pode ser de curto prazo ou de longo prazo.

A memória de curto prazo é aquela onde a informação dura algumas horas ou dias (até 24 ou 48 horas) e depois desaparece rapidamente.

Você já estudou feito um louco para uma prova e um dia depois de realizá-la não se lembrava de mais nada?

Se respondeu “sim” é porque você usou a memória de curto prazo.

Na memória de longo prazo a informação pode durar anos. Sem ela, você não guardaria o nome de seus amigos e nem se lembraria do seu passado.

Embora a capacidade de armazenamento da memória de logo prazo seja ilimitada, quanto mais interesse temos por um assunto, mais ele se fixará na memória.

E a melhor forma de fazer isso é envolver ao máximo seus sentidos, sua paixão e o seu desejo pelo que estiver aprendendo.

Essas características podem ser potencializadas com procedimentos comprovados e fáceis de aplicar.

  • Se você não gosta do que está estudando (ou fazendo), tente pelo menos fazê-lo bem feito.
  • Que motivo maior você tem para querer guardar uma informação na memória? Dê uma atenção séria a essa pergunta.
  • Depois de responder a pergunta acima e sempre que algum obstáculo surgir em sua mente, lembre-se desse motivo maior. Ele é o combustível para a superação dos obstáculos.
  • Descubra o significado de cada informação que chega até você, para que o cérebro a considere com mais relevância na fixação.
  • Todos nós temos força de vontade, entretanto, é um recurso interno, que você deve aprender a desenvolver para fortificar seu interesse.

Terceira etapa: consolidação

como-memorizar-06

A consolidação é a etapa de estabilização da informação na memória, após sua decodificação, e depende muito da etapa anterior.

Isto é, as informações precisam ser consideradas pelo seu cérebro como interessantes e úteis.

Nesse caso, para que a consolidação seja bem-sucedida é necessário que a informação seja bem fixada na memória a fim de não se perder ou ser apagada.

A boa fixação pode ser alcançada com o uso de práticas simples, porém poderosas.

  • Durma bem. Estudos afirmam que é durante o sono que ocorre a formação de novas memórias, bem como a consolidação das informações.
  • Reforce as mensagens recebidas com imagens, áudios, vídeos para ajudar a reunir um número maior de experiências em sua mente, facilitando o acesso às informações quando precisar delas.
  • Crie imagens mentais aprendendo a arte da imaginação criativa. Isso exercita o cérebro e colabora no reconhecimento daquilo que você leu ou ouviu imediatamente.
  • Faça revisões espaçadas, a cada revisão as informações ficam mais tempo na memória.
  • Faça anotações à mão e leia em voz alta o que você está tentando aprender, há indícios de que aumenta a fixação.
  • Ao conhecer uma nova pessoa, use esta dica para lembrar seu nome.
  • Provavelmente você melhorará ainda mais a sua memória fazendo associação das informações com imagens. Então, associe uma imagem expressiva ao item que você precisa memorizar.
  • Utilize técnicas de memorização que têm por base o uso da imaginação e associação, pois são as mais recomendadas nessa etapa.

Se quiser aprender a técnica de memorização mais utilizada pelos “campeões de memória”, onde imaginação e associação são princípios fundamentais, leia o artigo:

Quarta etapa: recuperação

como-memorizar-07

De nada adianta guardar uma informação na memória se não puder relembrá-la quando precisar, ou seja, no dia e na hora certa.

Se você já demorou mais de 2 horas para lembrar de uma informação ou sofreu com o famoso “branco” em alguma prova, então você teve um problema de recuperação da informação.

Para recuperar com agilidade e exatidão é preciso saber armazenar a informação na memória.

Portanto, mais uma vez você precisará aplicar as criativas ferramentas de memorização, tais como:

  • Aprender a estabelecer relações e associações entre as informações a serem memorizadas e as que já estão consolidadas em sua memória.
  • Identifique a aplicação prática do que estiver aprendendo. Como já foi dito, seu cérebro guarda melhor quando sabe que vai usar o conteúdo no futuro.
  • Quando se tratar de assuntos mais complexos, memorize primeiro o essencial e, a partir daí, use o raciocínio.
  • Temos um excelente sistema de memória visual, logo visualize mentalmente tudo o que quer registrar, isto é, guarde mais do que palavras.
  • A melhor maneira de jamais esquecer uma coisa é praticá-la no mundo real. Se faltar ideias para executá-la, pelo menos crie um resumo, uma história ou redação a respeito do que você está estudando.

De modo geral, cuide não só da saúde do corpo, mas também da mente.

Uma vez que ansiedade, estresse e o cansaço (físico ou mental) podem atrapalhar a sua evolução na arte de como memorizar qualquer coisa.

Conclusão

como-memorizar-08

Como você percebeu, as etapas sobre como memorizar são apenas quatro, mas envolvem muitas competências que, porventura, você precisará desenvolver.

No início você pode achar tudo isso difícil, mas não é. Não desanime nas primeiras tentativas, é normal surgir alguma dificuldade no caminho.

A medida que for entendendo o processo de memória e quanto mais praticar e estudar, mais se lembrará de tudo o que quiser.

Concentre-se em dar pequenos passos em frente, sem tentar fazer mais do que consegue.

Com a certeza de que você possui um cérebro e uma memória espetaculares, que só dependem dos estímulos certos para conquistar a alta performance.

1 comentário

  1. Thieres Machado

    Créditos imagens:

    – Livro “Como Passar em provas e Concursos” – William Douglas.
    – Livro “Memória Brilhante” – Tony Buzan.
    – Livro “Aumente o poder de sua memória” – Donald Weiss
    http://penta.ufrgs.br/edu/telelab/1/types.htm
    http://www.human-memory.net/processes.html
    http://oscareducation.blogspot.com.br/2013/03/stages-of-memorizing.html
    http://www.escolapsicologia.com/forca-de-vontade-uma-decisao-que-depende-de-nos/
    http://veja.abril.com.br/ciencia/como-ter-uma-super-memoria-de-acordo-com-a-ciencia/

    Imagens créditos:

    https://pixabay.com/

    Responder

Olá! O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *