17 Simples passos para você aprender qualquer coisa partindo do zero

aprender-qualquer-coisa-capa-2

Você gostaria de aprender mais rápido, com qualidade acima da média e ainda com mais facilidade?

Chegou a hora de descobrir como aprender qualquer coisa de forma extraordinária.

Logo abaixo, tem um guia com 17 simples passos para usar quando iniciar o processo de aprendizagem de um novo assunto.

Feito especialmente para aqueles que aprendem por conta própria ou que gostariam de desenvolver este talento.

Ah, não se preocupe se você teve problemas para aprender na escola ou na faculdade. Até mesmo se largou a escola cedo demais. Esqueça tudo isso.

O guia é baseado nas melhores práticas para aprender qualquer coisa, conforme revelam diversos especialistas, indicados ao longo do texto.

Com dicas simples e produtivas para iniciar a aprendizagem do que mais deseja, em qualquer área.

Através desse artigo, você encontrará técnicas testadas e aprovadas para:

  • Aprender com os gênios de qualquer área
  • Visualizar seu futuro de forma brilhante e atuar no aqui e agora para realizá-lo
  • Criar metas e estabelecer limites para a realização
  • Idealizar seu projeto e prever possíveis obstáculos
  • Aprender o que realmente interessa (sem enrolações!)
  • Desenvolver a prática, pois resultados concretos são o que interessam
  • Ler mais e melhor
  • Turbinar sua memória
  • Aprender, ensinar pessoas e aprender muito mais

Tudo pronto?

Então continue lendo para desvendar gradativamente uma metodologia poderosa sobre como aprender qualquer coisa.

#1. Comece observando os melhores

aprender-qualquer-coisa-1

Você já sabe o que deseja aprender, gosta muito, mas está com dificuldade para começar, pois não tem conhecimento sobre como iniciar a jornada.

Pode ser uma negócio, uma nova profissão, uma prática esportiva, enfim pode ser qualquer coisa.

A partir de agora, irá descobrir (caso não saiba) e observar os melhores na área que deseja atuar.

Seu desejo é ser empreendedor? Comece examinando os melhores empreendedores.

Seu desejo é ser um campeão olímpico? Então, busque pelo(s) campeão(ões).

Quer aprender um nova profissão? Procure saber quem é o melhor.

Há muitas lições para aprender com eles, qualquer que seja o assunto.

E, o que vem a ser “observar os melhores”?

Do dicionário Aurélio, temos os seguintes significados para a palavra observar:

observar 1. examinar miudamente, estudar, 2. cumprir ou respeitar as prescrições ou preceitos 3. Examinar atentamente (…) 4. vigiar as próprias ações.

aprender-qualquer-coisa-2

Procure aprender as principais lições que eles têm para oferecer.

  • Sobre seus sonhos, o que pensam do impossível e como fazem acontecer?
  • Sobre as metas a serem conquistadas, como procedem em cada passo e as tornam realizáveis?
  • Como equilibram corpo, mente e ação?
  • Como lidam com as emoções?
  • Visão, como conseguem enxergar além, antes da coisa existir.
  • Sobre a capacidade de visualizar suas metas?
  • Qual a atitude diante dos erros, como procedem?
  • Como entram em ação, tomam a atitude necessária para fazer acontecer?
  • Sobre a coragem, capacidade para enfrentar riscos, tomar decisões?
  • Competência, como adquirir? Quais foram seus orientadores, com quem aprenderam de fato?

Aprenda tudo sobre quem já conquistou o que você quer.

Leia biografias, assista palestras, veja vídeos, etc.

A observação constante vai despertar o potencial necessário para colocar em movimento a força de vontade, vai alimentar a motivação, combustíveis para o sucesso.

Além do mais…

Se eles conseguiram, você também consegue. Aguente firme e siga em frente.

#2. Sonhe, imagine e visualize seu futuro

como-aprender-qualquer-coisa-3

Atualmente, quase tudo está ao nosso alcance, isto é, muitas coisas são possíveis.

O que você gostaria de realizar? Qual o seu verdadeiro desejo, sua paixão? O que te faz sentir frio na barriga só de imaginar?

Procure desenvolver uma visão de você realizando a coisa que mais gosta de fazer ou aquela que pretende aprender.

Feche seus olhos, visualize como seria a sua vida com a realização do que tanto deseja.

Mentalmente, procure sentir, procure ouvir, procure ver tudo o que diz respeito a sua conquista.

Desenvolva a visualização criativa para imaginar de forma consciente e criar aquilo que tanto deseja.

A imaginação é mais importante que o conhecimento. ~ Albert Einstein

Pratique a visualização alguns minutos, todos os dias. Faça isso em um local tranquilo.

Dicas de leitura:

  1. Visualização Criativa – Shakti Gawain. Editora Pensamento.
  2. O Poder da Imaginação – Dr. Lair Ribeiro. Editora Leitura.

Vale a pena imaginar sua conquista!

#3. Crie uma meta única e estabeleça um limite para a realização

como-aprender-qualquer-coisa-4

Já pensou nisso:

qual o propósito de aprender algo? Por qual motivo?

Com uma meta especificada, você saberá aonde quer chegar.

Consequentemente, precisará descobrir o que aprender para cumprir com a meta estabelecida.

Pode me dizer, por favor, que caminho devo seguir a partir de agora?

— Isso depende bastante de aonde você quer chegar — disse o Gato.

— Não me importo muito com isso… — disse Alice.

— Então, não importa que caminho seguir.

Alice no país das maravilhas ~ Lewis Carroll

Após estabelecer qual é a sua meta, passo a passo inicie a jornada.

A cada passo, faça o que é certo e não se preocupe com o resultado em si. Apenas o certo.

Ao olhar para os pequenos detalhes, com foco no aqui e agora, a probabilidade da “obra” completa ser um espetáculo é bem maior.

Portanto, divida a sua meta em pequenas partes, em pequenas etapas. Observe também que devem ser etapas viáveis de realização dentro do prazo estabelecido.

A medida que cumprir cada etapa dentro do prazo, uma forte satisfação do dever cumprindo crescerá em sua consciência.

Assim, mais motivado ficará para cumprir o restante da jornada.

Faça aquilo que está ao seu alcance, dia após dia, realize sempre um pouco de sua meta.

Cuidado para não falar demais sobre suas metas

Um outro aspecto importante referente as metas é ter prudência na hora de expressá-las.

Pesquisas apontam (vídeo acima) que as pessoas quando falam a respeito de suas ambições, podem ter menor probabilidade de realizá-las.

Relacionamentos podem influenciar nossas atitudes, logo saber falar e com quem falar sobre nossas intenções é de extrema relevância.

#4. Encontre um mentor, um especialista – e seja rápido

como-aprender-qualquer-coisa-5

Muitas pessoas que desejam aprender como investir na bolsa de valores, procuram pelos ensinamentos de Warren Buffett.

Pois, ele é um megainvestidor da bolsa e constantemente aparece na lista de pessoas mais ricas do mundo.

Algo semelhante acontece com Antônio Rodrigo Nogueira, mais conhecido como Minotauro, o lutador brasileiro peso-pesado de Mixed Martial Arts (MMA), atualmente aposentado.

Diversos atletas procuram aprender com Minotauro, chegando a se matricular em sua academia, para uma maior proximidade com os ensinamentos.

O que essas pessoas têm em comum? Elas elegeram um mentor.

como-aprender-qualquer-coisa-33

Procure por alguém que já atuou na área que você deseja, alguém que seja excepcional, que tenha resultados extraordinários.

Se conseguir pessoalmente, ótimo. Assim poderá ter uma ajuda regularmente.

Se não, vá atrás dos livros, das palestras, workshops, vídeos. Aprenda tudo dos ensinamentos do seu mentor.

Todos nós, de um jeito ou de outro aprendemos com um instrutor. Mas, esse instrutor, necessariamente não precisa estar presente. Se estiver, pode ser melhor.

Ao escolher um mentor, você estará escolhendo um instrutor.

A diferença para os métodos tradicionais de ensino, onde geralmente você não escolhe com quem quer aprender, é justamente essa: é você quem faz a escolha.

Além do mais, escolherá aquele que apresenta os melhores resultados, pois resultados são o que interessam de verdade.

Escolha logo um mentor e comece aprender com ele, mesmo a distância.

#5. Comece com uma imagem completa

Por acaso você já brincou de montar um quebra-cabeça? Ou já observou atentamente o mapa da cidade onde mora?

Se já brincou de quebra-cabeças, acredito que sua atitude inicial, foi olhar na caixa a imagem completa a ser montada.

Pois, montar o quebra-cabeça peça por peça sem olhar antes, seria muito mais difícil.

O ato de verificar a imagem completa passa a ideia geral da situação.

De forma semelhante a montagem de um quebra-cabeça, idealize de forma simplificada todo o traçado de seu programa.

Não crie nada complicado. Repito: essa ideia geral deve ser a mais simples possível.

Assim, ficará mais fácil desenvolver as etapas, uma por uma, posteriormente.

Com uma visão completa do processo, poderá desenhar um mapa mental (passo #12).

como-aprender-qualquer-coisa-7

É possível alcançar uma visão do todo em diversos casos.

Por exemplo, se for ler um livro de não-ficção, leia o índice antes. Esse pequeno ato ajuda muito a conhecer o livro na totalidade. Torna a leitura eficiente.

Outro exemplo, se for participar de algum curso, descubra os requisitos necessários, o cronograma, o plano de matérias e outras informações que considerar cruciais.

Portanto, quando for aprender qualquer coisa dê uma “olhada por cima”.

#6. Pergunte, sempre tire suas dúvidas

como-aprender-qualquer-coisa-8

Jamais tenha receio, medo ou dúvida se deve fazer ou não sua pergunta!

Não deixe também o orgulho vencer, admita que não sabe e procure aprender.

Atualmente, há uma facilidade enorme no sentido de conseguir respostas para quase tudo.

Quer saber como?

Internet, meu caro(a)!

“Já perguntou pro Google?”

Com apenas o celular nas mãos você pode esclarecer muitas dúvidas. É só pesquisar!

Mas, quando estiver diante de seu mentor ou algum especialista, não hesite em perguntar, caso sinta vontade.

Veja que mencionei mentor ou especialista, isto é, quando for perguntar, pergunte para a pessoa certa (o melhor) ou  procure por sites, blogs que são autoridades no assunto.

como-aprender-qualquer-coisa-9

Por exemplo, se você pretende ser aprovado em alguma prova ou concurso, então precisa não só aprender a matéria, mas também como se preparar melhor.

O que estudar? Como estudar? Como fazer provas? Quais os melhores materiais? etc. São perguntas que podem ser respondidas rapidamente por quem já passou por tudo isso.

Caso esteja interessado em provas e concursos ou como estudar de forma produtiva, assista essa vídeoaula aqui com diversas técnicas para aumentar seu rendimento.

Outro exemplo, para quem vai viajar para New York – USA pela primeira vez. Nada melhor do que aprender um pouco sobre a cidade.

E o que não falta é especialista, mesmo brasileiro.

Ele poderá indicar os melhores e mais baratos hotéis, restaurantes, cuidados que se deve ter, sobre bancos, segurança, etc.

Vai viajar para outro país? Comece pela embaixada. Há muito que se informar por lá.

Faça do ato de perguntar, um hábito.

Como é que você acha que os jornalistas obtêm aquele monte de informações?

Só tem um único modo inicial: perguntando!

#7. Busque o princípio primordial

como-aprender-qualquer-coisa-10

Quando jovem comecei a praticar Karatê. Dentre golpes e chutes, aprendi também que o Karatê tem por base 20 princípios primordiais.

O primeiro deles é o respeito, respeito por si mesmo, pelo mestre, pelo colega e pelo oponente.

É por isso que no início e término da luta, os lutadores cumprimentam-se.

De acordo com os grandes mestres dessa arte, tudo começa com o respeito – que se diz rei a partir daí tudo ficará em ordem.

Mas o que isso quer dizer? Quer dizer que, ao praticar esse princípio (e mais 19), é possível ser bem sucedido na arte.

Quase todas as áreas possuem um princípio fundamental. Aquele necessário para o sucesso.

como-aprender-qualquer-coisa-13

Jeffrey Gitomar no livro A Bíblia de Vendas cita que o primeiro princípio para ter domínio em vendas é que a venda está na sua mente, muito antes de estar na sua carreira.

O que importa é a mentalidade com a qual você aborda a venda, o cliente. Seu estado de espírito e mentalidade é o que de fato fará a diferença. Definirá seu sucesso.

Sobre como mudar hábitos, Charles Duhigg em O Poder do Hábito revela o princípio de ouro, a chave mestra para aqueles que querem mudar hábitos.

A regra de ouro é:

você não pode eliminar um velho hábito, só pode mudá-lo.

É um princípio simples, basta substituir o mal hábito por um hábito saudável. Leia o livro para aprender mais.

O que você quer aprender poder ter um ou mais princípios vitais. Se, ainda não sabe, investigue até descobrir.

#8. Leia os melhores livros escritos por quem tem resultados comprovados

como-aprender-qualquer-coisa-11

Quando ainda era militar da Marinha e tomei a decisão de sair, como contei um pouco da minha jornada aqui, pensei logo em realizar outro concurso público.

Mas, logo percebi minha dificuldade para aprender e comecei uma busca sobre como aprender mais rápido, melhor e com mais facilidade.

Ao visitar uma livraria, descobri o livro Como Passar em Provas e Concursos do autor William Douglas.

Este livro é um verdadeiro manual sobre o assunto. A partir daí, através da vasta bibliografia do mesmo livro, aprofundei cada vez mais o assunto.

É incrível como ler e aprender com os livros certos nosso modo de pensar e agir muda e nossa vida melhora, claro, considerando a qualidade do pensamento e as ações.

Este é um passo que já praticava desde o princípio, só descobri sua importância mais tarde.

Ler os melhores livros sobre a sua área é sem dúvida nenhuma essencial.

No entanto, tenha cuidado. Há pessoas com habilidades incríveis para a escrita e podem escrever sobre determinado assunto sem ao menos ter vivenciado na prática.

Quando for escolher um livro sobre sua área, não leia apenas o melhor, mas considere aquele escrito por autor que possui resultados comprovados na prática.

como-aprender-qualquer-coisa-12

Aprenda com quem realmente sabe do que está falando, que realiza de fato.

Procure ler pelo menos os 3 melhores livros.

Caso sua área tenha uma quantidade grande de pessoas com resultados práticos consideráveis, será ótimo para analisar o que diz cada um.

Outra sugestão, de início não se prenda a livros técnicos ao extremo, livros acadêmicos que chegam a ser filosóficos demais, com pouca prática e sem resultados para demonstrar.

O melhor seria uma manual para iniciante.

Por exemplo, se você quer aprender a empreender, montar seu próprio negócio. Nada melhor do que ler livros escritos por empresários de sucesso.

Outro exemplo, quer aprender sobre dinheiro, sobre como enriquecer? Os livros de Robert Kiyosaki, T. Harv Eker, Gustavo Cerbasi são excelentes.

Se você não conhece nenhum livro na área, mas conhece um especialista, pergunte para ele, peça uma sugestão para iniciantes.

#9. Leitura eficiente e eficaz

como-aprender-qualquer-coisa-14

A leitura eficiente e eficaz vai além da capacidade do indivíduo de ler milhares de palavras por minuto.

São três os pontos principais para uma leitura produtiva:

  • Concentração
  • Compreensão
  • Retenção da informação

Estes três pontos estão interligados.

Para desenvolver sua capacidade de concentração na hora da leitura, você precisará conhecer sobre o funcionamento básico dos olhos e do cérebro.

É claro que o ambiente, o horário e outras situações influenciam na concentração.

A leitura mais lenta também causa perda de concentração, isto é, lendo mais lentamente você fará mais pausas e isso atrasará seu entendimento (faça o teste!).

Ler mais rápido segundo um dos maiores pesquisadores da área, Tony Buzan, automaticamente melhorará sua concentração e compreensão.

Para Tony Buzan, leitura é muito mais do que o simples entendimento do que se ler:

É uma total inter-relação do indivíduo com a informação simbólica.

Essas práticas estão diretamente ligadas a forma como o cérebro aprende. A retenção das informações é feita em blocos de significados que o cérebro apreende instantaneamente.

Sabemos que quando compreendemos algo, fixamos as informações sem muito esforço. Logo, relembramos de imediato (no passo sobre memorização há mais informações).

Então, quanto maior for o nível de concentração, melhor para compreender algo e desse modo, retemos facilmente.

como-aprender-qualquer-coisa-16

Agora, conheça algumas dicas importantes para desenvolver a leitura proveitosa para livros de não-ficção:

  • Atenção ao ambiente onde fará sua leitura, local sossegado, com iluminação adequada, sem desordens. Sentado é melhor do que deitado, assim estará mais alerta. Cuidado, conforto demais pode atrapalhar na concentração.
  • Pergunte-se: qual é o objetivo da minha leitura? O que eu quero aprender de fato? Ao responder essas perguntas sua atenção focará no que realmente interessa na leitura.
  • Leia o índice e a introdução para saber se o livro pode ter respostas para o que você deseja, geralmente é onde o(s) objetivo(s) do livro se encontra(m).
  • Procure ver superficialmente somente o que interessa nos capítulos, assim poderá retirar seletivamente o que procura e aprofundar depois.
  • Utilize marcador de texto ou faça anotações de pontos específicos, isso ajuda na memorização.
  • Evite a releitura, isto é, não volte os olhos para o que já acabou de ler. Reler, segundo pesquisas, não muda em nada o nível de compreensão. Mas aumenta a pressão sobre os olhos.
  • Aprenda sobre leitura guiada para ler mais rápido e absorver mais informações. Você descobrirá que seus olhos são mais inteligentes do que imagina.

Essas são dicas básicas que se implementadas corretamente acrescentarão um ganho extra na qualidade de sua leitura.

Outras dicas valiosas são as aulas do renomado prof. Renato Alves, expert em memória e leitura, caso tenha interesse, você pode assistir aqui.

#10. Utilize imagens, áudio e vídeos

como-aprender-qualquer-coisa-17

Normalmente, somos treinados a aprender com material impresso e de forma linguística.

Em alguns cursos técnicos recebemos mais do que livros e apostilas. Temos as aulas práticas que reforçam ainda mais nossa aprendizagem.

Para intensificar sua experiência, você poderá utilizar os diversos materiais existentes.

Não fique somente com o conteúdo impresso, utilize também vídeos, áudios, materiais visuais como gráficos, slides e figuras.

Imagens: utilize infográficos, desenhos, quadros, etc. No SlideShare tem milhões de apresentações em vários formatos.

Áudios: faça gravações, escute audiobooks. Plataformas como a Soundcloud contém milhares de áudios (pesquise!).

Vídeos: assista vídeoaulas, cursos em vídeos, palestras. No site do TED você encontra excelentes palestras grátis.

No Canal Youtube Edu há milhares de aulas voltadas para o ensino fundamental e médio.

Há também programas de computador para você aprender de forma interativa. Basta pesquisar algum para o que você deseja.

Não se preocupe com ter ou não ter talento para aprender determinado assunto. Com esforço, é possível cultivar as qualidades básicas necessárias.

#11. Você aprende fazendo

No passo anterior, falamos sobre você utilizar todos os meios possíveis para impulsionar seu aprendizado.

No entanto, nem sempre todos os recursos estão ao nosso alcance e isso não deve ser visto como um obstáculo, mas sim como algo encorajador para superarmos nossas limitações.

Pois, quando estimulamos os nossos sentidos (olfato, audição, paladar, visão e tato), acentuamos a capacidade de compreensão e recordamos com desenvoltura.

É por isso que:

você aprende a andar de bicicleta andando. Você aprende nadar nadando. Você aprende a dirigir um carro dirigindo, mesmo que antes tenha lições teóricas sobre direção.

E tem mais:

geralmente, as pessoas não perguntam quantos anos um determinado profissional levou para aprender algo.

Num primeiro momento, elas querem saber da capacidade de realizar ou não o serviço proposto e, ponto.

Para obter a conexão completa de todas as informações que adquiriu é vital concretizar o conhecimento, isto é, fazer acontecer.

como-aprender-qualquer-coisa-25

Logo, a ideia nesse passo é que você procure se envolver ao máximo no processo de aprendizagem, que você procure sentir de fato.

Existem muitas técnicas para explorar ao máximo a prática em ambientes simulados.

Atualmente, com o avanço tecnológico, pessoas que estão aprendendo por conta própria podem fazer uso de softwares educacionais.

Como exemplo, para aqueles que querem aprender xadrez, existem diversos programas onde um dos oponentes é o computador e ainda é possível escolher o nível de dificuldade.

Outro exemplo, para aprender mecânica de automóveis, nada melhor do que praticar diretamente em um carro.

Há também os diversos aplicativos para smartphones voltados para a prática de alguma atividade, como exercícios físicos, idiomas, etc.

Enfim, aprenda tudo na teoria e depois ou mesmo paralelamente pratique ao extremo com rigor.

Porque aprender é praticar, praticar e praticar.

#12. Crie mapas mentais

Você sabe o que é um mapa mental?

A imagem acima representa um.

Ela representa um mapa mental com os 17 passos iniciais para aprender qualquer coisa, descritos neste post.

Para sua criação, utilizamos o software livre FreeMind.

Basicamente um mapa mental tem 4 pontos essenciais:

  1. No centro, o tema principal.
  2. Um ramo principal para cada subtópico (ou subtema).
  3. Usar palavras simples para os conceitos.
  4. Utilizar figuras (se possível) para cada conceito.

Por que utilizar mapas mentais?

Nas escolas, somos treinados a guardar as informações, isto é, fazer anotações linha por linha, de modo linear.

Mas o cérebro não armazena informações dessa maneira.

Ele armazena de forma semelhante a uma árvore. São os neurônios que contribuem para o processo da memória.

como-aprender-qualquer-coisa-21

Sem entrar em detalhes sobre a estrutura do neurônio, basta saber que as informações são guardadas por padrão e associação.

A estrutura de criação de um mapa mental é feita mediante a associações de ideias.

Do tema principal partem ramificações até os subtemas relacionados com ele, observando o conceito envolvido para cada tópico.

Quanto mais você usar o método de armazenamento de memória do cérebro, aprenderá com mais facilidade e em menos tempo.

Mapas mentais são usados para diversos objetivos:

  • Ferramenta de estudo
  • Organizar ideias
  • brainstorms
  • Tomar notas
  • Tomar decisões
  • Elaborar planejamento

Então, é importante que aprenda a criar mapas mentais para resgatar as informações com mais agilidade.

Para isso, comece com mapas mentai simples. Você pode utilizar papel e lápis de colorir.

Há também diversos aplicativos gratuitos para a criação de mapas mentais.

Veja alguns:

Essas são apenas algumas sugestões, não se limite. Aprenda mais.

#13. Sua memória ampla, rápida e precisa

como-aprender-qualquer-coisa-20

Se o cérebro guarda informações por padrões e associações, é importante utilizarmos métodos semelhantes para facilitar a memorização.

Novamente, devemos observar o funcionamento do cérebro e aplicar técnicas de acordo com o mesmo e, não contra ele.

Como ajudar nossa memória?

como-aprender-qualquer-coisa-22

Especialistas afirmam que a memória é como um grande arquivo, algo semelhante ao computador, onde você encontra pastas, arquivos, etc.

Já em relação a nós, são as particularidades da vida de cada um.

Bem, no computador, quando você procura por uma pasta, basta o mínimo de organização para encontrá-la (como o nome, em que volume).

Da mesma forma, vale para a memória. Para relembrar com rapidez e facilidade, nossa memória deve estar bem organizada.

E para organizar a memória de forma categórica é preciso conhecer um pouco como ela e o cérebro atuam no decorrer do aprendizado.

Cérebro e memória: impressões, lembranças e situações

como-aprender-qualquer-coisa-23

Diversas pesquisas comprovam que as primeiras e últimas impressões têm um impacto enorme para o cérebro.

Estamos mais propensos a lembrar de alguma coisa no início e no fim, quando esta se apresenta.

A lembrança de algo fica mais acessível quando associamos a ideias ou outras informações já presentes na memória.

Nosso cérebro registra facilmente situações que marcaram de modo significativo nossa vida.

Exemplos: conquistas e traumas.

Situações envolvendo os cinco sentidos tornam a lembrança quase instantânea.

O essencial para o processo da memória

-Memory início

A essência da memorização está baseada em dois princípios: imaginação e associação.

Ambos já eram conhecidos desde a Grécia antiga. Os gregos já haviam percebido que no processo da memória a associação de informações era essencial.

A imaginação e associação estão na base dos métodos de memorização.

Imaginação: é ilimitada. Estimula os sentidos com efeito sobre o cérebro que não distingue uma situação imaginária de uma real.

Imaginar é o princípio da criação. Nós imaginamos o que desejamos, queremos o que imaginamos e, finalmente, criamos aquilo que queremos. ~ George Bernard Shaw

Associação: essa é sem dúvida nenhuma a melhor maneira de se lembrar algo. Mas precisamos realizar a associação com alguma coisa que já conhecemos.

Para você estimular os processos de imaginação e associação, e assim exercitar sua memória, veja algumas dicas práticas:

como-aprender-qualquer-coisa-24

  • Aprenda sobre memória de curto e longo prazo.
  • Novamente o mapa mental (passo 12). Ao invés de escrever uma lista linha por linha crie um mapa mental.
  • Crie esquemas, fluxogramas, infográficos.
  • Crie histórias visuais (como em slides passando).
  • Faça rimas com o assunto.
  • Visualize as aplicações práticas relacionado-as com seu dia-a-dia.
  • Identifique a aplicação prática daquilo que você vai aprender e diga para si mesmo. O cérebro guarda melhor a informação se souber que vai usá-la.
  • Aprenda sobre processos mnemônicos .
  • Aprenda a criar símbolos para as ideias e a memorizar esses símbolos. Ícones ajudam bastante. Por exemplo, aqui no blog há vários, bem como em celulares.
  • Faça revisões periódicas.
  • Sobre como NÃO esquecer a matéria para fazer provas, assista essa vídeoaula aqui.

Se o seu objetivo é desenvolver a memória para aplicar aos estudos acadêmicos, na série de vídeos abaixo há dicas simples e eficientes que podem ser usadas imediatamente:

Uma vida inesquecível – “Nossas vidas são o resumo de nossas memórias”

No vídeo acima, o escritor e cientista Joshua Foer descreve um sistema de memorização chamado de palácio da memória e apresenta suas características.

Essa técnica de memorização é sem dúvida nenhuma a preferida por uma grande quantidade de pessoas.

É com ela que você poderá exercitar ao máximo a imaginação e associação.

#14. Procure relaxar de forma consciente

como-aprender-qualquer-coisa-26

Nosso cérebro tem 4 ciclos de ondas elétricas: beta, alfa, teta e delta.

Temos então 4 comprimentos de onda diferentes. É como se fossem 4 estações de rádios distintas.

As ondas cerebrais

aprender-qualquer-coisa-ondas-cerebrais

I. Acordado, consciente, alta atividade mental. De 13 a 25 ciclos por segundo é o estado beta.

II. ideal para a aprendizagem. De 8 a 12 ciclos por segundo é o estado alfa.

III. Primeiras etapas do sono, sono dos sonhos, organizando as informações do dia. De 4 a 7 ciclos por segundo é o estado teta.

IV. Sono profundo. De 0 e 4 ciclos por segundo é o estado delta.

Mas o que isso tem haver com aprendizagem?

Tudo e mais um pouco!

As pesquisas na área apontam que o cérebro é capaz de melhor aprendizado e memorização quando esta em alfa.

A frequência mental do estado alfa vai de 8 a 12 ciclos por segundo, é ideal para o processo de aprendizagem e criatividade.

É o estado conhecido como “vigília relaxada”. Onde a paz interior e a atenção máxima se encontram.

Por isso, procure adentrar nesse estado antes de aprender qualquer coisa.

Algumas formas de estimular o estado alfa:

  • Ouvir música clássica
  • Prática de meditação
  • Práticas de respiração profunda
  • Exercícios de relaxamento, de contemplação.

Faça uso dessas sugestões, mas é importante que você realize uma auto-análise e verifique quais as melhores condições mentais para iniciar os estudos.

#15. Faça mais do que revisões

como-aprender-qualquer-coisa-27

Você pode aprender qualquer coisa, no entanto, esquecerá quase tudo em apenas uma semana, caso não faça revisões.

A curva do esquecimento

Foi Hermann Ebbinghaus – psicólogo experimental alemão, nascido em 1850 – quem iniciou as primeiras pesquisas sobre memória e tempo de retenção.

Seus resultados podem ser facilmente verificados num gráfico que esboça a relação entre retenção e tempo, conhecido por curva do esquecimento.esquecimento curva

De acordo com a pesquisa, os estudantes podem esquecer em média 90% do que aprenderam durante os primeiros 30 dias.

É claro que deve-se levar em conta o próprio estudante, o conteúdo e outros elementos.

Mas…

Como NÃO esquecer o conhecimento adquirido?

Ora, fazendo revisões!

A cada revisão:

  • mais o conteúdo fixa na memória, diminuindo a perda.
  • o nível de entendimento do conteúdo aumenta.
  • chegará um momento, após determinada quantidade de revisões, que a pessoa não esquece mais o conteúdo.

Faça revisões regularmente, por dia, por semana e por mês.

E ao revisar, procure refletir, meditar sobre todo o processo.

Faça sem correria, observe atentamente suas anotações e materiais. Se for algo que exija procedimentos físicos, a melhor forma de revisar é a ação definitiva.

Vídeoaula com excelentes dicas sobre como fazer revisões produtivas:

» Aprenda Uma Simples e Eficiente Maneira para Jamais Esquecer a Matéria (Antes, Durante e Depois de Prova!)

#16. Diversão e jogos

como-aprender-qualquer-coisa-29

O humor, com raras exceções, é considerada uma das melhores formas para ensinar e aprender.

A diversão torna o processo de aprendizagem mais simples e menos entediante. A sensação, é a de que o tempo passa mais rápido durante a aula, palestra, etc.

Uma pesquisa da Pew Research mostrou que telespectadores apresentam maior retenção do conteúdo quando este é apresentado de forma divertida.

Lembramos facilmente de coisas ou situações que nos fizeram rir.

Estudos de Neurocientistas revelam que o humor ativa sistematicamente  o sistema de recompensa de dopamina do cérebro.

E, pesquisas cognitivas mostram que a dopamina é importante para a motivação em atingir determinado objetivo, bem como para a memória de longo prazo.

Já as pesquisas educacionais, indicam que o humor corretamente utilizado pode trazer melhores resultados de retenção para alunos do jardim de infância até a faculdade.

Jogos também colaboram para desenvolver e fixar a matéria, desde que sejam saudáveis e com objetivos definidos.

como-aprender-qualquer-coisa-32

São ótimos para motivar o desafio tanto em crianças como em adultos, o que produz interesse e prazer.

Portanto, crie brincadeiras com o que se está aprendendo. Procure por jogos, caso não encontre, faça alguns para fixar os pontos principais.

#17. Ensine para aprender mais do que você imagina

como-aprender-qualquer-coisa-30

Ensinar é entre muitas coisas, um ato de coragem.

Primeiro, você aprende (ou pensa que aprendeu), depois, com resultados satisfatórios tem condições de ensinar outros.

É preciso coragem para se expor, demonstrar seus conhecimentos, tirar dúvidas e receber críticas.

Além do mais, precisará ter total domínio do assunto – teórico e prático – e isso forçará sua busca pela maestria, já que decidiu ajudar os demais.

A vantagem é recíproca, pois os homens, enquanto ensinam, aprendem. ~ Sêneca

Há vários meios de ensinar, você pode dar uma palestra, uma aula, criar um seminário ou instruir alguém de forma individual.

Afinal, ensinar também é uma forma nobre de contribuir para a evolução da sociedade.

Por isso, compartilhe seu conhecimento sempre que puder.

Falando em compartilhar…

você conhece algum(a) amigo(a) que adoraria receber esse passo a passo para aprender mais e melhor?

Então, se você conhece, é hora de ajudá-lo(a), compartilhe esse artigo.

Para isso você pode usar o:

Conclusão: um grande salto para a excelência

como-aprender-qualquer-coisa-31

Aprender qualquer coisa não é uma tarefa fácil para aqueles que não possuem uma estratégia bem definida.

O contrário também é verdade: ter uma estratégia bem definida, não nos dá garantia alguma de sucesso.

Mas sabemos que sem um plano bem elaborado, as chances de fracasso são ainda maiores.

Implementar os 17 passos requer tempo e prática. No início não será fácil, talvez você tenha alguma dificuldade para cumprir um ou outro.

Diante disso, não crie expectativas por resultados imediatos, tenha calma e persistência. Grandes feitos não são criados da noite para o dia.

Cuidado, aprender mais rápido é comprovadamente possível, mas a pressa é inimiga da aprendizagem.

Mude mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.

~ Edson Marques

Alguns dos passos acima dariam vários artigos como esse para expressar todos os pontos minuciosamente, o que, pretendo desenvolver em breve.

De sua parte, vale a pena buscar por mais conhecimento sobre cada item anterior.

Mas, o objetivo desse artigo é mostrar o caminho mais rápido e eficiente para você desenvolver todo o seu aprendizado de maneira inigualável.

Vamos relembrar os 17 simples passos desse artigo:

  1. Comece observando os melhores na área que você deseja atuar
  2. Desenvolva o hábito da visualizar seu futuro já realizado
  3. Crie metas e estabeleça prazos para a realização de cada uma
  4. Encontre um mentor
  5. Tenha uma visão geral de todo o processo de aprendizagem
  6. Esclareça sempre suas dúvidas
  7. Aprenda o(s) princípio(s) fundamental (fundamentais) da área desejada
  8. Leia os melhores livros escritos por quem tem autoridade no assunto
  9. Leitura dinâmica faz toda diferença
  10. Utilize os diversos meios para aprender, como imagens, áudios, vídeos, etc.
  11. Pratique ao máximo, isso é indispensável
  12. Faça mapas mentais
  13. Aprenda técnicas de memorização
  14. Estimule o relaxamento consciente
  15. Faça revisões periódicas
  16. Use o humor e jogos
  17. Ensine os outros

Se precisar, faça adaptações em cada um dos passos acima. Seja flexível na aplicação quando for aprender qualquer coisa.

Desejo que esses passos tenham sido úteis para melhorar a sua aprendizagem.

E, para finalizar, eu adoraria saber sua opinião sobre esse artigo.

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que mais chamou sua atenção, ou sobre alguma dica extra que você deseja compartilhar conosco.

Ah, e lembre-se sempre: o seu sucesso será diretamente proporcional a sua dedicação, ao seu comprometimento em extrair o melhor de si.

Evite desculpas. Assuma a responsabilidade por suas ações e faça acontecer.

Forte abraço e até o próximo artigo!


(Crédito das imagens: pixabay.com)

  • A inspiração para esse artigo foi a aplicação direta de muitas das dicas encontradas no livro Revolucionado o Aprendizado dos autores Gordon Dryden e Jeannette Vos (1994), durante o período em que lecionei, participei de concursos, bem como no desenvolvimento de novas habilidades.

7 Comentários

  1. Avatar

    Eu achei divino; estou com 52 anos, em todo esse tempo nunca fiz realmente algo que amasse de verdade, falando de trabalho, eu preciso por pra fora toda criatividade que esta dentro de mim, sei que sou uma artista; capaz de varios reguimentos, fico todos os dias pensando que preciso agir, mas nao sei como iniciar minha jornada ao mundo da arte. Este artigo conseguiu me tocar, como se fosse disso que estava precisando. Vou colocar em pratica todos os passos, sera que tem mais alguma coisa á acrescentar ? Ja que agora sabe oque realmente quero fazer. Ajude-me! Quero me realizar , fazendo oque amo e ganhando um bom dinheiro.

    Responder
    1. Eu Sei Aprender

      Oi Roseli, como vai?

      Fico muito feliz em saber disso, que estou te ajudando.

      Outra coisa, também importante, é você criar o hábito de trabalhar um pouco nesse seu objetivo. É bom criar uma rotina diária.

      Neste artigo aqui tem mais detalhes sobre como criar o hábito de estudar todos os dias. São princípios básicos que você pode aplicar em qualquer área, não só estudar.

      No mais, é isso. Precisando… comente.

      Bons estudos e abraço.

      Responder
  2. Avatar

    Professor, eu estou muito preocupada!
    Por favor, ajude-me
    Eu estudo, faço revisões, sei a matéria, mas quando eu faço exercícios (não é nem questão de assistir vídeos ou ler, são os exercícios mesmo) os de exatas (principalmente matemática)
    Eu os demoro muito para resolver
    Há um bom tempo eu estou fazendo 20 questões em quase 3 horas!
    Eu estou muito triste comigo, professor, eu amo matemática, mas os exercícios me pegam, tentei fazer meditação, ouvir música clássica.
    Eu não sei o que está acontecendo
    os exercícios de exatas, principalmente matemática, acabam comigo.

    Responder
    1. Avatar

      Oi Jéssica, como vai? Muito obrigado por comentar.

      Bem, se o problema é tempo de resolução de exercícios, fica tranquila. Eu também no início dos estudos, em Matemática, demorava bastante. Já levei até 3 dias pra resolver um exercício. Um ponto importante a ter atenção é que nem sempre temos o embasamento necessário para resolver certos exercícios, isto é, matérias que estão na base.

      Um atitude que tomava e me ajudava muito era começar pelas exercícios mais simples (idiotas mesmos! rsrsrs) e avançando passo a passo para os mais sofisticados. Mas lembre-se, dependendo do exercício teremos dificuldade mesmo, é normal.

      Um outro ponto que nos afeta muito é a falta de treino em interpretação de problemas em grande parte de nosso ensino. Essa habilidade vem com a prática e persistência, leva tempo! Por isso, devemos procurar planear nossos objetivos com antecedência.

      A maior lição que aprendi, foi não desistir, pois com esforço aprendemos qualquer coisa. Então, continue no seu caminho, com seu esforço, tirando dúvidas, etc. Chegará um momento em que as coisas vão clarear ainda mais e você atingirá seu objetivo.

      Forte Abraço!

      Responder
      1. Avatar

        Professor, eu nem possuo palavras para agradecer a resposta do senhor.
        Estou muito grata pela atenção e carinho disponibilizados, estou muito mais calma.
        Já estou fazendo isso, e mal posso esperar os resultados!
        Obrigada pela humildade e dedicação,
        Ao senhor e sua família sucesso, saúde e proteção sempre!!

        Deus o abençoe!!

        Muito obrigada, mesmo.

        Responder

Olá! O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *